Estúdios Tavares da Fonseca, Lda

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/CPF/TAV
Title type
Atribuído
Date range
1955 Date is certain to 1992 Date is certain
Dimension and support
Dimensão: 21.145 doc. fotográficos, 35mm, 3,5x6cm, 5x12,5cm, 6x6cm, 6x8cm, 6x9cm, 6x12,5cm, 6x15cm, 9x12cm, 12x7,5cm, 13x13cm, 13x18cm. Suporte: plástico.
Biography or history
A empresa os Estúdios Tavares da Fonseca, Lda. foi fundada em 1955 pelo fotógrafo Alexandre Tavares da Fonseca, nascido em Oliveira de Azeméis, a 12 de setembro de 1908 e faleceu nos anos 90.

Em meados dos anos 80, Tavares da Fonseca vendeu a empresa (onde se incluía o arquivo fotográfico) à família Ribeiro, industriais gráficos proprietários da Poligráfica Ribeiro, com quem já trabalhava.

Este arquivo é composto na sua maioria por diapositivos, em formato 9x12 cm.

No que diz respeito ao percurso e vida ligada ao mundo a fotografia, Alexandre Tavares da Fonseca iniciou-se aos 9 anos, com uma câmara fotográfica tipo box de chapas, oferecida pelo avô. Trabalhou, como repórter fotográfico, a partir de 1929, durante 3 anos n’ O Comércio do Porto e 18 anos n’ O Século do Porto. Foi também repórter cinematográfico d´ O Século Cinematográfico, tendo simultaneamente, nesses últimos anos trabalhado para o Jornal de Notícias. Iniciou-se na publicidade fazendo o primeiro filme publicitário português.

Fundou em 1939 a empresa publicitária “Belarte”, trabalhando à base de fotografia publicitária e diapositivos coloridos à mão, projectados na maior parte dos cinemas do país. Fundou também a organização publicitária “Tudarte”, mais tarde “Inovação”, onde fez fotografia publicitária.

Construiu uma câmara fotográfica sem lente - Pin-hole - e apresenta-a em 1981 nos 3ºs Encontros de Fotografia de Coimbra, onde projetou um conjunto de 80 diapositivos a cores com ela obtidos.

Publicou fotografias em vários jornais e publicações, sobre vários assuntos.

Todos os trabalhos de revelação e ampliação eram feitos pelo fotógrafo e mais dois colaboradores que ele próprio formou.

Expôs pela primeira vez em 1932 na Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto e repõe essa Exposição 50 anos depois no salão do Turismo da Câmara Municipal do Porto. Fez em 1933 uma apresentação de parte dum filme de desenhos animados (pequena metragem) no cinema Olímpia do Porto e no ano de 1934 fez um levantamento fotográfico aéreo da 1.ª Exposição Colonial no Palácio de Cristal, no Porto.

Em 1935 fez um documentário cinematográfico sobre “A caçada à lebre no Alentejo”, um filme de publicidade ao papel de fumar Conquistador exibido em vários cinemas do país. Inventou em 1936 um sistema fotográfico (9mm) intitulado “Actualidades”, para fim informativo e publicitário, de funcionamento automático com projeção reflex. Foi instalado e funcionou na Praça da Batalha do Porto, sendo o programa informativo renovado todas as semanas. Apresentou em 1939 um grande ecrã luminoso (10x5m), retro-projeção para publicidade, situado no terraço junto à igreja de Santo Ildefonso e dominando toda a Rua 31 de Janeiro e parte da Praça da Liberdade. Aí eram projetados diapositivos coloridos à mão e com movimento (vários diapositivos sobrepostos movimentados por um pequeno motor elétrico) que eram montados e desmontados todas as noites.

Em 1941 participou como operador dos efeitos especiais do filme “Ala-arriba” de Leitão Barros, embora o seu nome não aparecesse nas legendas em que figurava a equipa de operadores.

Lançou em Portugal a fotografia em relevo.

Após largo período em que se dedicou à indústria têxtil, voltou à atividade fotográfica fundando então os Estúdios Tavares da Fonseca, Lda.

Nos concursos dos anos de 1973, 1974 e 1977 obteve, em todos diplomas pela Associação Fotográfica do Porto.
Acquisition information
Documentação adquirida por dação à Direcção Geral de Impostos, por Maria da Conceição Ribeiro, na qualidade de sócia-gerente e representante da firma Estúdios Tavares da Fonseca. Estes bens patrimoniais, fotografias e diverso equipamento fotográfico, ficaram afectos ao Ministério da Cultura, através do Centro Português de Fotografia, em 15 de Outubro de 1998.
Scope and content
Este fundo apresenta fotografias de publicidade e levantamentos fotográficos efectuados por encomenda de clientes de várias empresas, vistas aéreas e panorâmicas de diversas localidades portuguesas (tais como Aveiro, Beja, Batalha, Braga, Caldas de Vizela, Caminha, Cantanhede, Caparica, Caramulo, Carcavelos, Cascais, Chaves, Coimbra, Curia, Douro, Estoril, Espinho, Esposende, Faro, Figueira da Foz, Fão, Gerês, Gondomar, Guimarães, Guarda, Lagos, Lamego, Leiria, Lisboa, Luso, Maia, Matosinhos, Melgaço, Monção, Monte Gordo, Montemor-o-Velho, Montemor-o-Novo, Ofir, Ovar, Oliveira do Hospital, Porto, Póvoa do Varzim, Setúbal, Sintra, Régua, S. Mamede de Infesta, S. João da Madeira, Sagres, Santarém, Santo Tirso, Sesimbra, Sines, Sintra, Torre de Moncorvo, Trofa, Tróia, Vale de Lobo, Valença, Vendas Novas, Viana do Castelo, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Mil Fontes, Vila Nova de Gaia, Vila Real, Vila Real de Santo António, Vila do Conde, entre outras).
Documental typology
Polaridade: negativos e positivos. Cor: p/b e cor. Processo Fotográfico: gelatina e sais de prata.
Arrangement
O critério utilizado foi o de respeitar a ordem original dos documentos, sem alterar a sua classificação e ordenação física original em arquivadores metálicos, com 16 gavetas. A classificação estava feita entre "Vistas aéreas", "Cidades e Vilas", "Poligráfica M. Ribeiro" e "Diversos", que correspondia a "Assuntos". Cada série estava ordenada alfabeticamente e cada cidade/local/cliente/assunto/tema estava acondicionada num envelope/separador.
Access restrictions
Parte da documentação não acessível ao público e em tratamento, outra parte inacessível por questões relaciondas com os direitos de propriedade, face ao fato de terem sido encomendas de terceiros.
Conditions governing use
A reprodução de documentos encontra-se sujeita a algumas restrições tendo em conta o tipo dos documentos, o seu estado de conservação, o fim a que se destina a reprodução, às normas que regulam os direitos de propriedade e à legislação sobre os direitos de autor. A utilização da reprodução para efeitos de publicação está sujeita a autorização do Diretor de Serviços do CPF. O serviço informa, caso a caso, das opções disponíveis.
Language of the material
Português
Other finding aid
Inventário em pdf.
Related material
Relação completiva: A documentação que não foi entregue como dação ficou na posse da representante da firma que a terá vendido a particulares.
Creation date
7/25/2011 12:00:00 AM
Last modification
1/5/2016 2:10:25 PM
Record not reviewed.